Ator golpista tem musical interrompido

Aconteceu agora à noite, no teatro Sesc, em Belo Horizonte.

Durante a apresentação de “Todos os musicais de Chico Buarque em 90 minutos“, o ator Cláudio Botelho, que é co-diretor da peça, fez um improviso contra a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, que chamou de “ladrões”.

O público começou a gritar “não vai ter golpe”.

O ator teria dito: “Ah, não vai ter golpe, então vamos continuar o espetáculo e depois vamos ver se vai ou não ter golpe”.

Porém, o público interrompeu o andamento do musical com vaias e palavras de ordem.

O dinheiro dos ingressos foi devolvido com um pedido de “desculpas” dos organizadores.

O ator Adir Assunção, que estava presente, disse que enviou um e-mail a Chico Buarque narrando o episódio.

As imagens vieram via whatsapp e por sugestão do Beto Magalhães, que indicou o perfil de Pablo Capilé no Facebook.

Em seu perfil, o ator Cláudio Botelho ataca a deputada Jandira Feghali como “a mulher que nunca comprou um pente” e diz que ela e o senador Lindbergh Farias são “vermes” que estão mortos.

Botelho se refere ao ex-presidente Lula como um “calhorda” que está dividindo o Brasil e diz que ele “quer os militares”.

“Tá na cara que ele vai tentar uma saída armada, no estilo venezuelano, cubano ou boliviano”, escreveu o ator, repetindo fantasias da extrema-direita brasileira.

“Ele já deve estar com as Farc preparadas para agir aqui”, escreveu, em referência às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

Em outras palavras, é um analfabeto político que desconhece inclusive a História do Chico Buarque.

 

 


* Assista aos vídeos do episódio aqui.

 

****

Please reload

Maceió Ilustrada
atl-maceio-ilustrada-farol_edited.png
Cartum
moro-nani-2.png
Siga-nos 
Arquivos
Please reload

Posteres Recentes

December 2, 2019

Please reload

© 2014  ATL. Criação de  Marcos Cabral